sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Desnudo


Empresta-me teus olhos
Para que eu possa te ver,
Por mim, apaixonado(a).

Empresta-me eles nus,
Sem as lentes escuras,
Sem sorrisos nos lábios

Para que eu sinta fluir
Toda a minha verdade
E chorar tua mentira.

CLÁUDIO AVELINO DA COSTA, O POETA DOS SENTIMENTOS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário